Traffic Shaping: entenda o que é, como te afeta, e por que é importante reclamar e denunciar para nossa internet ser MELHOR

Home/Científico, Tecnológico/Traffic Shaping: entenda o que é, como te afeta, e por que é importante reclamar e denunciar para nossa internet ser MELHOR

Traffic Shaping: entenda o que é, como te afeta, e por que é importante reclamar e denunciar para nossa internet ser MELHOR

Já reparou que às vezes, dependendo do horário do dia, sua internet começa a ficar mais lenta ou simplesmente cai e leva umas duas horas para voltar? Percebeu que tem alguns aplicativos no seu celular que carregam as coisas mais rápido do que outros? Tem uma janela diária onde sua internet simplesmente deixa de funcionar, bem naqueles horários que provavelmente pouca gente está usando (ou seja, a lógica deveria ser ela ficar melhor)? Isso tem um nome: traffic shaping, ou para nós tupiniquins, modulação de tráfego.

A lógica é simples: se uma avenida está muito congestionada e você é um controlador de semáforos, basta fechar os sinais das vias que alimentam a avenida por mais tempo do que o comum. Os carros vão fluir e você pode abrir o sinal de novo para mais gente entrar. Aos poucos, todo mundo passa. Mas não deveria ser rápido pra todo mundo? Por que não ampliar a avenida? Fica caro. Mas não é função da cidade prover aos seus moradores de forma adequada? É. Mas o que eles fazem? Fecham os sinais por mais tempo. O traffic shaping não fica longe disso. É bem a mesma coisa, na verdade.

Grandes casos comuns da internet brasileira a que todos estamos acostumados. Mas hoje as coisas estão ficando mais inteligentes e sorrateiras, e algumas empresas começaram a diminuir a velocidade de determinados aplicativos fechando vias específicas. Foi o caso do WhatsApp sendo bloqueado tão facilmente pelas operadoras. E é o caso atual, que está chegando ao conhecimento geral, da GVT, que reduz a velocidade de acesso a alguns aplicativos que demandam muita banda, como o Snapchat.

Ok, entendi o que é Traffic Shaping. Mas o que posso fazer sobre isso?

Se você perceber que sua internet está abaixo da velocidade contratada (use o SpeedTest para descobrir, é bem fácil), que ela cai ou fica mais lenta em determinadas horas do dia religiosamente, que alguns aplicativos estão mais lentos do que deveriam ser, ou mesmo que tenham janelas de uso (como aconteceu comigo usando a NET Virtua no Maranhão), é hora de ligar reclamando. E é reclamar de quebrar o pau. Não adianta discutir. Vão te dizer que estão tendo manutenções, vão te dizer que sua rede está comprometida, vão te dizer que é normal porque a infraestrutura está passando por melhoras, eles têm infinitas desculpas. Mas se, a qualquer momento, você disser “Então vou para outra provedora se cair de novo, ok?” o milagre acontece: tudo melhora por um certo tempo.

Mas gente, é por certo tempo mesmo. Todas as suas reclamações vão funcionar se forem enfáticas porque essas desculpas são mentira. Eles estão limitando sua banda para poder vender mais acessos sem ampliar a infraestrutura. Estão limitando sua banda para fornecer mais àqueles que têm velocidades superiores à sua. É só isso. Capacidade de fornecer (e de melhorar a porcaria da rede deles com os lucros exorbitantes que ganham sendo das empresas mais caras do mundo de internet) eles têm.

O lance é não esquecer. Porque se a gente esquecer desse assunto, vai acontecer com você de novo. Em uns três, seis meses, tudo vai começar a ficar ruim outra vez porque acham que cliente é bobo, ou que não percebe. E o perigo está aí: realmente a maior parte das pessoas usa pouco a internet e não percebe, ou não se importa com os empecilhos eventuais.

Reclamem sempre (recomendo o ReclameAqui e, principalmente, ligar para a provedora que você usa) e peçam suas velocidades reais, assim a pressão em cima deles vai aumentar e essa prática (ilegal, por sinal) do traffic shaping pode vir a ficar menos comum entre as empresas brasileiras. Por enquanto é o hobby preferido delas.

Comentários no Facebook
By | 2016-01-03T23:11:05-03:00 janeiro 3rd, 2016|Científico, Tecnológico|0 Comments

About the Author:

Claudio
Mineiro de 25 anos apaixonado por tecnologia, inovação, ciências e comunicação. Ávido por aprender e compartilhar cada vez mais, e apaixonado por emitir opiniões que possam tornar o mundo melhor.

Leave A Comment

%d blogueiros gostam disto: