Clarissa, a menina abusada pelo pai

Home/Político/Clarissa, a menina abusada pelo pai

Clarissa, a menina abusada pelo pai

Me deparei na internet com um quadrinho muito especial. Além do artista ser extremamente talentoso em seus desenhos e na sua forma de contar as histórias, conseguiu, em sua criatividade, misturar uma leveza ao peso de uma conversa que nunca é fácil: o abuso sexual dentro das famílias. Pior ainda: o abuso de uma criança.

Jason Yungbluth consegue nos colocar na cabeça e no dia-a-dia de uma garota que não tem mais de 10 anos e nos mostra como cada momento passa em sua cabeça. Não tem muito mais o que explicar, o legal é ler os quadrinhos. Por isso, resolvi assumir a tarefa de fazer a tradução das histórias. Leia abaixo (recomendo abrir cada imagem individualmente para poder ler sem problemas) e tire suas próprias conclusões. Haverão legendas explicando um pouquinho o que pode ser subentendido em alguns trechos. Se quiser ler os quadrinhos originais (em inglês), basta clicar aqui.

clarissa_ptbr1Começando do começo: esses quadrinhos não foram feitos para serem engraçados. São deprimentes, além do “Ah, é tão triste que é fofo,” e mais no patamar do “Uau, meu dia mudou após absorver essa história.” São quadrinhos sobre a vida de uma garota que convive com o abuso. Recomendo cuidado ao ler se você acha que não dá conta.clarissa_ptbr2clarissa_ptbr3clarissa_ptbr4clarissa_ptbr5clarissa_ptbr6clarissa_ptbr7clarissa_ptbr8clarissa_ptbr9clarissa_ptbr10clarissa_ptbr11clarissa_ptbr12Se ficou confuso(a) em alguma parte, aqui vai o resumo: Clarissa está sendo abusada sexualmente pelo pai. Se você reparar na última imagem do Sr. Lobo “tentando comer” a esquilo Mimi, verá que o lobo tem os óculos do pai de Clarissa e a esquilo tem o laço da garota. O pai de Clarissa chega a chamá-la de esquilo na história. A mãe e os irmãos dela todos sabem do que está acontecendo, mas não sabem como lidar com isso e acabam ignorando. Obviamente, não tem como fazer esse tipo de coisa desaparecer, mas todos fingem que são uma família normal. Todos querem que tudo seja ordinário, como se nada estivesse acontecendo, mas é muito difícil e não tem jeito. O irmão mais velho fica bravo e desconta na Clarissa, basicamente dizendo que é tudo culpa dela. O irmão do meio está tão traumatizado que mal consegue funcionar, mas se esforça para fingir que está tudo bem. A professora na história comete o mesmo erro, percebendo todos os sinais óbvios e ignorando, negando enxergá-los. Clarissa até tenta pedir ajuda, mas a professora não faz nada.

clarissa_1ptbr

 

Se não entendeu essa história, o pai de Clarissa acaba de fazer sexo com ela. A lua mostra o tempo passando, e o pijama de Clarissa está meio-aberto. No início, a mãe de Clarissa esquece dos problemas com a bebida. Ela sabe que sua filha está sendo abusada pelo marido, mas não faz nada. Por pena, ela continua comprando brinquedos para a menina, como que para compensar. O brinquedo tomando vida representa a imaginação danificada de Clarissa. O abuso levou embora sua infância, então no início o brinquedo quer se divertir enquanto a menina o ignora, graças às circunstâncias que levaram embora a alegria e a inocência. O brinquedo pula da janela, mas provavelmente representa Clarissa jogando-o fora por ter desistido da felicidade e da infância depois de cada estupro, ou representa as várias pessoas em sua vida que fugiram do problema dela sem ajudá-la. É como se manter aqueles presentes da mãe significassem aceitar o estupro como algo normal, mas ela não consegue viver nessa mentira.

clarissa_2ptbr1 clarissa_2ptbr2 clarissa_2ptbr3 clarissa_2ptbr4 clarissa_2ptbr5

Não dá nem para imaginar uma vida com esses pensamentos presentes a cada segundo e minuto! É difícil ficar calmo ao pensar na vida da Clarissa e de todas as crianças e pessoas que tiveram que passar por algo tão terrível, algo que os fez irem a tais pontos para conseguirem seguir vivendo.

clarissa_3ptbr1 clarissa_3ptbr2

Essa história tem o bicho-papão, os monstros embaixo da cama que amedrontam a maioria das crianças ao ponto de deixá-las acordadas a noite inteira. Mas com o abuso de Clarissa, só há um monstro na vida dela: o próprio pai. Ele já a convenceu a ficar quieta, e se ela disser a verdade será taxada de “mentirosa.” Tudo mais que deveria ser assustador já não tem efeito nela. Clarissa convida os monstros a comê-la, o que também pode ser interpretado como uma alusão ao suicídio.

clarissa_4ptbr

O abuso de crianças existe, e está acontecendo lá fora. Não podemos fingir que isso é fição, não podemos fingir que tudo está bem, porque não está. Explicando a história acima: a família de Clarissa está ignorando o problema e se esforçando para fingir que tudo continua ótimo. Clarissa já está de saco cheio de fingir, e não aguenta mais agir como se nada estivesse acontecendo.

Se quiserem ler a história original, em inglês, basta acessá-la pelo site acima. Se você sabe de algum abuso infantil ou sexual acontecendo perto de você, disque 100 e conte o que está acontecendo. Seu anonimato pode ser protegido e você pode salvar o futuro de uma criança ou adulto.

Espero que esses quadrinhos sejam capazes de tocar muitas pessoas e melhorar a cultura do abuso em nosso país. É com essas mentes criativas e a vontade de contribuir que construímos um futuro melhor para nossas crianças e nosso Brasil.

Adendo: peço desculpas pelos erros presentes nos quadrinhos. Meu computador já pode ser classificado como “dinossauro,” e os programas de edição acabam ficando muito lentos, o que resulta na perda de algumas letras (ou a reposição de outras). Espero que não se incomodem.

Comentários no Facebook
By | 2018-02-07T00:39:35-03:00 maio 3rd, 2014|Político|4 Comments

About the Author:

Claudio
Mineiro de 25 anos apaixonado por tecnologia, inovação, ciências e comunicação. Ávido por aprender e compartilhar cada vez mais, e apaixonado por emitir opiniões que possam tornar o mundo melhor.

4 Comments

  1. Avatar
    Pietra 02/05/2016 at 20:15 - Reply

    Caramba… Isso é realmente assustador. Chorei lendo, é triste saber que isso acontece todos os dias e ninguém fala nada por medo. Muito triste.

    • Avatar
      Gustavo 03/31/2017 at 12:23 - Reply

      Isso é só o básico do que acontece, as vezes é ainda pior

  2. Avatar
    Isabela. 04/02/2017 at 11:58 - Reply

    No texto tem dizendo que o pai “fez sexo” com ela. Melhor corrigir porque isso é ESTUPRO.

    • Avatar
      Blob 04/02/2017 at 16:26 - Reply

      Olá, Isabela, meu trabalho foi somente de tradução, não me cabe trocar o uso de certas palavras e diferenciar o trabalho do autor. Mesmo que eu concorde com você! Abraços

Leave A Comment

%d blogueiros gostam disto: